Tucano-de-papo-branco PDF Imprimir E-mail

Tucano-de-papo-branco

Nome científico: Ramphastus tucanus

 

Outras denominações: Cachorro, Pia-pouco, Quirina, Tucano-assobiador, Tucano-cantador e Tucano-de-peito-branco.

 

Há duas subespécies, uma com cauda amarelo-citrino (R. tucanus tucanus) e outra com cauda alaranjada (R. tucanus cuvieri). Esta espécie é chamada de “tucano-cantador”, pois sua voz pode lembrar o latir de um cachorro perseguindo uma caça.

 

Tamanho: 55 cm

 

 Peso : 600 g

 

Expectativa de vida  : 40 anos

 

Características: Apresenta mesclas de vermelho, amarelo, e preto no bico. É a única espécie florestal de porte da Amazônia brasileira; tem bico enorme de cumeeira abobadada, com os lados da maxila pretos, e penas supracaudais alaranjadas. Não são aves migratórias. Não existem características físicas que diferenciem machos e fêmeas (dimorfismo sexual).

 

Distribuição geográfica: América Central e América do Sul (do México à Argentina). Na América do Sul, ocorre dos altos Orinoco (Venezuela) e Amazonas (rios Negro, Solimões e Madeira) ao norte de Mato Grosso (rios Guaporé e alto Xingú) e sul do Pará.

 

Habitat: Comum na copa de florestas úmidas, bordas de florestas e capoeiras altas. Vive em pequenos grupos e geralmente permanece mais alto do que os outros tucanos.

 

Alimentação: Coquinhos de palmeiras e frutas. Além desses alimentos, necessitam de certo nível protéico na dieta, que alcançam caçando alguns insetos, pequenas presas (como lagartos, pererecas, etc.) e mesmo ovos de outras aves ou seus filhotes.

 

Reprodução: São monogâmicos, territorialistas, se reproduzem em casal isolado. Fêmea e macho trabalham no ninho, que é construído em ocos de árvores. A fêmea choca, e o macho a alimenta. Fazem postura de 3 a 4 ovos, cujo período de incubação é de 18 dias.

 
, Powered by Joomla!; Joomla templates by SG web hosting